Entenda o que é malware e como evitar baixar no seu dispositivo!



Antes de falarmos do que se trata um malware e como identificá-lo, ou em quais situações suspeitar da existência desse arquivo virulento, você precisa saber de uma única coisa sobre segurança virtual: o melhor antivírus é o usuário, nesse caso, você!

Ao longo da leitura, você entenderá o porquê do uso que se faz de um dispositivo ser tão importante para segurança e defesa de dados. Assim como irá aprender que, por mais segura a conexão e por mais eficiente o antivírus, cautela nunca é demais.

Continue lendo para saber mais sobre malwares, assim como receber dicas fundamentais para evitá-los.

O que é um malware e como ele infecta o dispositivo?

O malware é um arquivo malicioso que tem como objetivo causar danos ao aparelho, ao sistema operacional ou à vítima. Além disso, um malware não pode ser inserido diretamente em um computador ou celular. A única possibilidade é se um pen drive for instalado em um dispositivo eletrônico, ou um celular seja conectado a um aparelho já infectado.

Portanto, para um malware efetivar o ataque, é necessário que o alvo crie condições de acesso e de instalação do vírus. Ou seja, é preciso baixar o malware, por exemplo, ao obter uma série televisiva de um site estranho para baixar filmes online. O arquivo malicioso, em geral, é anexado a outros programas ou inserido em um link desconhecido ou alterado.

A anexação é realizada para dificultar o rastreio do malware ou ocultá-lo do usuário e até mesmo da rede de segurança do sistema operacional, como o Windows, e também do antivírus.

Como se proteger do malware?

Vamos considerar a pergunta mais importante de todas: "Como posso garantir que meu computador ou minha rede estão livres de malware?"

A resposta tem duas partes: vigilância pessoal e ferramentas de proteção.

Mantenha-se atento. Preste especial atenção caso veja um nome de domínio que termine com um conjunto de letras invulgar, isto é, algo que não seja: com, org, edu ou biz, entre outros, ume vez que podem ser indicativos de websites de risco.

Para todos os seus dispositivos, preste especial atenção aos primeiros sinais de infeção por malware evitando que se escondam.

Evite clicar em anúncios pop-up enquanto navega na Internet. Não abra anexos de e-mails não solicitados nem transfira software de websites não fidedignos, ou de redes de transferência de ficheiros "peer-to-peer".

Certifique-se de que o seu sistema operativo, browsers e plugins estão sempre atualizados, para manter os cibercriminosos afastados.

Para os utilizadores de dispositivos móveis, transfira as suas aplicações apenas da Google Play Store (a App Store é a única opção para o iPhone). Cada vez que transfere uma aplicação, verifique primeiro a classificação e os comentários. Se tiver uma classificação baixa e um número de transferências reduzido, é melhor evitar essa aplicação.

Não clique em links estranhos e não verificados em e-mails, mensagens escritas ou mensagens do WhatsApp de fontes desconhecidas. Evite ainda clicar em links estranhos de amigos e contatos, exceto se tiver confirmado a sua segurança.

Quais problemas os vírus de computador podem trazer?

Os danos que um vírus causa são diversos e têm impactos e velocidades diferentes. Alguns podem ser de fácil reparo, como a reinstalação de um programa; outros tornam o computador mais lento até o ponto de necessitar de formação. Há também aqueles piores e irreversíveis, como a perda de dados pessoais ou sigilosos.

O vírus, dessa maneira, pode corromper arquivos, revelar dados para invasores, alterar o comportamento da máquina e permitir que hackers tenham acesso aos dispositivos periféricos, como webcams e microfones.

Como garantir que não vou baixar um malware por engano?

Primeiro passo: sempre confira o remetente do e-mail. Se um e-mail recebido sugerir algum link, seja qual for o motivo, verifique se o domínio e o host são conhecidos, como Google (domínio) e “.com.br” (host).

Se o conteúdo sugerir o download de algum anexo, averigue a extensão do arquivo anexado. Se o e-mail e o remetente forem desconhecidos, em hipótese alguma baixe ou abra um arquivo executável, como a extensão “.exe”. Além disso, lembre-se: arquivos criptografados como “.zip” e “.rar” podem ser utilizados para burlar o antivírus do dispositivo. Portanto, evite abri-los.

O segundo passo é: confira sempre a segurança da informação. É comum o uso de e-mails promocionais ou de premiações para atrair o usuário. Se você receber algo do tipo, averigue o endereço do remetente, a marca ou o tipo de promoção em um buscador de confiança antes de abrir o e-mail ou acessar qualquer outro conteúdo sugerido.

Qual a melhor medida de segurança para evitar baixar um malware?

A quantidade de usuários online, somada às técnicas de ocultação e de alteração do Endereço de Protocolo da Internet (IP), torna o rastreio, o bloqueio e a prisão de hackers uma tarefa difícil. Portanto, use com cautela e responsabilidade a internet e saiba, sobretudo, optar pelos contextos seguros da rede.

A melhor maneira de garantir a segurança do dispositivo e dos dados é evitar o acesso a links desconhecidos e o download de conteúdo diretamente de terceiros. Se por acaso fizer o contrário e baixar um malware, saiba que você está se colocando em uma situação muito perigosa! Então, a melhor medida de segurança é a cautela.

Gostou da matéria? Comente abaixo e acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro de todas as dicas e novidades!

Rodapé.jpg

ATENDIMENTO

(54) 3771-1762

ENDEREÇO

(54) 3771-1762

CENTRAL DE ATENDIMENTO

Av. Júlio de castilhos 114

VERANÓPOLIS - Rio Grande do Sul

© 2018 EBRANET. Todos os direitos reservados.

Ebranet Logotipo